domingo, 26 de abril de 2020

Saída de Moro intensifica crise no Governo em meio à tensão com outros Poderes

Momento notório de desgaste entre governo e Congresso  
O abalo causado pela saída do ex-juiz federal Sérgio Moro do Ministério da Justiça ainda é sentido. Aliados do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) fazem as contas do quanto perdem, ou se ganham algo com o fim de um “casamento” que durou cerca de um ano e meio. 

Entre ganhos e perdas, a difícil relação do presidente com os demais poderes da República deixa o cenário cada vez mais nebuloso, e incerto, em meio a uma crise política que se intensifica. 

A chegada de novos pedidos de impeachment ao Parlamento contra o presidente atiça a crise política, colocando à prova a fidelidade de alianças. O silêncio dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), diante das acusações de interferência política na Polícia Federal contra o chefe do Governo Federal – inclusive com a revelação de mensagens privadas –, deixa a dúvida de como será a já frágil relação entre Congresso e Planalto daqui para frente.  Com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário