quinta-feira, 19 de março de 2020

16 municípios do Ceará não entregaram o Plano de Contingência contra o Coronavírus

Hospital Regional de Iguatu assim como hospitais do interior
mantém equipes preparadas para enfrentar essa situação 
Dos 184 municípios cearenses, 168 entregaram ao Ministério Público do Estado do Ceará, Planos Municipais de Contingência para prevenção ao novo coronavírus (Covid-19). O órgão determinou, na última quinta-feira (12), que os prefeitos do Estado apresentassem o documento no prazo de 48h. Porém, até ontem (18), 16 gestores ainda não haviam enviado o documento ao MPCE. O Plano determina as ações básicas no enfrentamento à pandemia.

Segundo o coordenador do Centro de Apoio Operacional da Cidadania, promotor de Justiça Enéas Romero, "o plano municipal deve ser integrado aos planos estadual e nacional e prevê quais medidas serão adotadas no Município em cada uma das etapas da pandemia". Ainda conforme o representante, o documento detalha as providências que as redes municipais devem adotar a fim de diminuir o contágio. "O que vai ajudar é uma atuação integrada e coordenada", alerta.

Questionado se os municípios que não cumpriram o prazo sofrerão algum tipo de sanção, Enéas limitou-se a dizer que "acredita que todos vão entregar pois é um documento básico de enfrentamento".

O Plano é a primeira parte do processo. "Se não há Plano, o Município não se organizou minimamente. Então, quanto mais cedo ele se preparar, melhor suporte a população vai ter", avalia Enéas. O documento segue o padrão do Plano de Contingência do Estado que, por sua vez, incorpora as determinações do Ministério da Saúde.

Reforço
O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou, nesta quarta (18), a aquisição de 10 mil kits para diagnosticar o novo coronavírus. Ainda conforme Sayonara Cidade, estão sendo estudados os municípios que receberão esse material para a coleta. "As superintendências estão fazendo um levantamento de quantos municípios terão condição para tal", avalia, destacando também a ser vital a coordenação entre municípios e Estado.

Municípios que ainda não entregaram os planos
Camocim, Forquilha, Guaiuba Hidrolândia, Ipueiras, Irauçuba, Itarema, Lavras da Mangabeira, Milagres, Novo Oriente, Pacajus, Pacujá, Quiterianópolis, Santana do Acaraú, Varjota e Viçosa do Ceara.

Municípios com estado de emergência decretados
Aratuba, Canindé, Barbalha, Catunda, Beberibe, Boa Viagem, Umirim, Iguatu, Orós, Mulungu, Solonópole, Mauriti, Brejo Santo, Ipu, Jijoca de Jericoacoara, Aiuaba e Juazeiro do Norte. 
Com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário