segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Democracia em Vertigem: não foi dessa vez que o Brasil garantiu a estatueta do "Oscar"

A polarização da política no Brasil foi o tema abordado 
Não foi desta vez que o Brasil garantiu o seu primeiro Oscar. "Democracia em Vertigem", de Petra Costa, perdeu a estatueta de melhor documentário para o favorito "Indústria Americana", primeira produção da Higher Ground, criada por Barack e Michelle Obama no ano passado.

O filme, disponível no Netflix, mostra a chegada de uma fábrica chinesa nos Estados Unidos, e os choques entre as culturas de trabalho dos dois países.

Além do brasileiro, ele concorria ainda contra dois documentários sobre a guerra da Síria, "The Cave" e "For Sama", e "Honeyland", sobre uma apicultora na Macedônia do Norte.

"Democracia em Vertigem" recapitula os conturbados últimos anos da política brasileira, da eleição de Lula à ascensão de Jair Bolsonaro, passando pelo impeachment de Dilma Rousseff. Tudo isso a partir da perspectiva de Costa, cuja voz guia a narração em primeira pessoa.

Polarizador desde o seu lançamento na Netflix, em junho do ano passado, a indicação do filme ao Oscar só fez acirrar a divisão entre seus apreciadores e detratores, em geral identificados com a esquerda e com a direita, respectivamente. Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário