terça-feira, 5 de novembro de 2019

Feirão online do SERASA renegocia dívidas com descontos de até 98%

Setor bancário e cartão de crédito são responsáveis
pelo maior volume de dívidas 
Até 30 de novembro, consumidores inadimplentes de todo o País podem renegociar dívidas atrasadas ou negativas pelo site do Serasa. Os descontos para tirar o nome do vermelho chegam a 98%, dependendo da empresa participante.

Para participar, o consumidor deve acessar o site com o número do seu CPF, consultar se a empresa para a qual deve está participando do feirão e clicar na oferta proposta. É possível ainda fazer uma contraproposta. O serviço é gratuito.

De acordo com o Serasa, na última edição do feirão, realizada em março de 2019, mais de 679 mil acordos foram fechados, somando mais de R$ 2,8 bilhões em descontos concedidos. 

Inadimplência
Segundo estudo da Serasa Experian, em setembro de 2019, 63,2 milhões de brasileiros estavam inadimplentes. Em setembro de 2018, eram 60,1 milhões. O valor médio da dívida é de R$ 3.997.

A maior concentração dos negativados tem entre 26 e 40 anos de idade (38,3% do total). Em segundo lugar estão pessoas de 41 e 60 anos, que correspondem por 34,5% do total.

A maioria das dívidas, diz o levantamento, foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 28% do total. Contas básicas como de energia elétrica, água e gás, somam 19% do total de débitos em atraso.

De acordo com o levantamento deste mês da CNDL/SPB Brasil entre os maiores vilões da inadimplência estão o cheque especial (52%), o financiamento de automóvel (52%), o financiamento da casa própria (35%), as mensalidades escolares (26%), os empréstimos com parentes e amigos (23%), as contas de telefone (20%), os boletos de TV por assinatura e internet (16%) e as conta de água e luz (11%). 

Empresas participantes
Santander, Itaú, Recovery, Ativos, Net, Claro, Embratel, Anhanguera, Credsystem, Ipanema, Unopar, Sky, Nextel, Banco BMG, Digio, Hoepers, Porto Seguro, Tricard, Oi, Zema, Unic, Fama, Pitágoras, Uniderp e Unimed. 

Lembrando que cada empresa oferece seu próprio prazo de pagamentos e desconto para a quitação das contas. Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário