sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Sexta morte é confirmada no desabamento de prédio em Fortaleza


Na noite desta quinta-feira (18), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou mais dois mortos no desabamento do prédio do Dionísio Torres, que aconteceu na terça-feira (15). Com esta nova informação, são agora 6 pessoas mortas com a tragédia. 

De acordo com a SSPDS, a segunda vítima, que ainda não havia sido identificada até então, é a idosa Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos. "Ela é a segunda pessoa cujo óbito foi confirmado pelos Bombeiros, mas que permanecia sob os destroços do prédio", afirma a nota. 

Dados atuais:
6 mortes, 4 seguem desaparecidos nos escombros, 7 resgatados com vida e 17 vítimas no total. 

A outra vítima, a 6ª identificada, é Rosane Marques de Menezes, de 56 anos. Segundo a SSPDS, o corpo dela foi retirado por volta das 21h10. Rosane é mãe de Fernando Marques, o primeiro jovem a ser resgatado com vida, ainda no dia do desabamento. Os dois moravam no apartamento 302 do Edifício Andrea. 

Os pais de Rosane também moravam no condomínio, é o casal de idosos Izaura Marques Menezes, de 81 anos, e Vicente de Paula Vasconcelos Menezes, 87 anos. O corpo de Izaura foi retirado dos escombros na quarta-feira (16). Vicente de Paula ainda está desaparecido nos escombros, assim como o cuidador do casal. 

Na quarta-feira (16) de manhã, um familiar, que acompanha as buscas pela família Marques, conversou com a reportagem. "Tudo é muito delicado, porque a referência de família foi embora, a moradia, a recordação, a história de vida, mas estamos aqui aguardando notícias deles", afirma Adriano. No momento da entrevista, Izaura e Rosane ainda estavam como desaparecidas. Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário