quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Apenas seis dos 184 municípios do Ceará são destaques no Índice de Desenvolvimento dos Municípios

O município de Eusébio é destaque nos indicadores
sociais e econômicos do Estado do Ceará
Eusébio, Fortaleza, São Gonçalo do Amarante, Aquiraz, Maracanaú, Horizonte, Barbalha, Sobral, Cascavel e Paracuru são os dez municípios cearenses melhores posicionados no Estado de acordo com o Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM/2017).

No entanto, apenas seis dos 184 municípios do Ceará compõem a “classe 1” do índice, com média de 61,14.

São eles:  Eusébio, com IDM de 70,70; Fortaleza, com 68,72; São Gonçalo do Amarante (64,02); Aquiraz (56,25); Maracanaú (55,31) e Horizonte (51,85).

Juntos, eles tinham mais de três  milhões de habitantes, o que equivalente a 34,35% da população cearense.

Os municípios listados nesse grupo são referências estaduais no que tange ao conceito de desenvolvimento.

Estes dados estão no “Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) Ceará/2017”, que acaba de ser publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado do Ceará.

Do outro lado, estão os 10 municípios com menores IDM, que são os seguintes:
Aiuaba (6,09); Pires Ferreira (8,62), Catarina (10,16), Umari (10,67); Abaiara (10,75);  Deputado Irapuan Pinheiro (12,05); Tejuçuoca (12,07); Tarrafas (12,43), Caridade (12,74) e Piquet Carneiro (12,93).

O Índice de Desenvolvimento Municipal traduz, de forma consolidada, a situação dos 184 municípios cearenses, segundo os trinta indicadores analisados em quatro grupos: indicadores fisiográficos, fundiários e agrícolas; indicadores demográficos e econômicos; Indicadores de infraestrutura de apoio e Indicadores sociais.

O IDM pode ser amplamente utilizado no acompanhamento das condições de desenvolvimento dos municípios, sendo, portanto, um instrumento para diagnósticos e referência para a proposição e orientação de políticas públicas, conforme explica João Mário Santos de França, diretor Geral do Ipece. Fonte: Blog Egídio Serpa

Nenhum comentário:

Postar um comentário