sexta-feira, 14 de junho de 2019

Fortaleza e cidades do interior tem manhã de protesto contra reforma da previdência

Pelo menos 15 cidades do Ceará registraram atos, na manhã desta sexta-feira (14), contra a reforma da previdência e o bloqueio de verbas para a educação superior, entre outras pautas. Estudantes e diversas categorias profissionais foram mobilizados para os atos.

Em Fortaleza, o protesto contra os atos do governo federal iniciou por volta das 8h30. A Avenida da Universidade, no Bairro Benfica, foi bloqueada por manifestantes. Os ônibus foram estacionados na via e tiveram os pneus esvaziados. Os passageiros tiveram que descer e procurar outros meios de transporte. Policiais do Batalhão de Choque fizeram a segurança no local, no cruzamento da Avenida da Universidade com Avenida 13 de Maio. 

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) também estiveram no cruzamento para orientar o tráfego. O trânsito no trecho ficou congestionado. 

Manifestações no interior
Em Canindé, a BR-020 foi totalmente interditada na altura do km 309, às 08h55 de sexta, segundo a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o órgão, cerca de 250 manifestantes protestaram contra a reforma da Previdência. O ato foi pacífico.  Já no município de Madalena, trabalhadores rurais e sindicalistas bloquearam a BR-020. 

No Ceará, há informações de atos nos municípios de Juazeiro do Norte, Monsenhor Tabosa, Itapipoca, Beberibe, Iracema, São Gonçalo do Amarante, Iguatu, Crateús, Sobral, Cedro, Jaguaribe, Baturité, Quixadá, Russas, Quixeramobim, Tauá e Paracuru. Com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário