terça-feira, 10 de julho de 2018

Chuvas repentinas no Estado do Ceará devem ter continuidade até quarta-feira

A capital cearense registrou chuva de 108,2 mm 
No último fim de semana, chuvas contínuas e intensas surpreenderam os moradores da região litorânea do Ceará. A maior precipitação do Estado foi registrada em Fortaleza, no último sábado, quando choveu 108,2 milímetros, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). 

Nos nove primeiros dias deste mês, a precipitação acumulada chegou a 13,5 mm, conforme verificado no Calendário das Chuvas do Ceará, na tarde de ontem. O número é 12% menor que a média histórica de 15,4 mm de julho, mas os dados são preliminares e podem mudar no decurso do mês. Órgãos de meteorologia estimam a continuidade das chuvas no Estado até esta quarta-feira (11).

Segundo o meteorologista da Funceme, Davi Ferran, as chuvas ocorreram em virtude do fenômeno conhecido como Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOLs), ou Ondas de Leste, perturbações no campo de vento e pressão que atuam na faixa tropical do globo terrestre, da África para o Brasil, e normalmente levam precipitações a outras capitais nordestinas, como Natal (Rio Grande do Norte), João Pessoa (Paraíba) e Recife (Pernambuco). "Essa época é o principal período chuvoso naquela região e, eventualmente, as chuvas podem chegar ao litoral de Fortaleza", explica. Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário