sexta-feira, 6 de abril de 2018

Lula diz que prisão é "sonho de consumo" de Moro e que não sabe se irá se entregar

Lula disse que era um "absurdo" e um "sonho de consumo"
do juiz Sergio Moro, a sua prisão
Com prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro nesta quinta-feira, 5, o ex-presidente Lula (PT) disse em entrevista durante percurso em direção ao Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP), que a decisão é um "absurdo" e que o juiz não respeitou fim do julgamento em segunda instância para realizar seu "sonho de consumo", que seria prender o petista, e que estaria agindo politicamente para tal.

A entrevista foi concedida a Kennedy Alencar, conforme relata o próprio jornalista no Twitter. Segundo Alencar, Lula ainda não decidiu se irá se entregar à Justiça ou não – já que Sergio Moro estabeleceu que o ex-presidente deve se entregar até às 17 horas desta sexta-feira, 6 – e que irá aguardar orientação de advogados.

"O sonho de consumo desse pessoal e do Moro é me manter pelo menos um dia preso na cadeia. Moro aposta na radicalização, mas estou calmo e sereno, e vou aguardar as orientacoes do meu advogado", disse Lula.

O ex-presidente atacou ainda mais Sergio Moro, dizendo que o juiz "agiu politicamente" para impedir direito de defesa porque não respeitou julgamento de embargos dos embargos de declaração, que deveria acontecer dia 9, e se antecipou à sinalização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio de que seria favorável a uma liminar de Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC). Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário