sexta-feira, 23 de março de 2018

STF adia julgamento de habeas corpus e proíbe prisão de Lula até 4 de abril

Supremo acabou acolhendo pedido de defesa de Lula
O Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu pedido da defesa do ex-presidente Lula (PT) e concedeu liminar, por 6 votos a 5, que proíbe implementação de ordem de prisão até o término do julgamento do habeas corpus do petista, suspenso até o dia 4 de abril.

O Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu pedido da defesa do ex-presidente Lula (PT) e concedeu liminar, por 6 votos a 5, que proíbe implementação de ordem de prisão até o término do julgamento do habeas corpus do petista, suspenso até o dia 4 de abril.

Com o adiamento, foi atendido pedido de liminar para sobrestar efeitos do julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que pode vir a decretar prisão de Lula na segunda-feira, 26. 

Contra a liminar, votaram os ministros Edson Fachin, Luis Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia. A favor, se posicionaram Rosa Weber, Marco Aurélio, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello.  Fonte: O Povo

Como votaram os ministros:

Pelo julgamento do pedido de habeas corpus de Lula: 
Edson Fachin: Contra
Rosa Weber: A favor
Alexandre de Melo: A favor
Luis Roberto Barroso: Contra
Luiz Fux: Contra
Marco Aurélio: A favor
Ricardo Lewandowski: A favor
Dias Toffoli: A favor
Gilmar Mendes: A favor
Celso de Mello: A favor
Cámen Lúcia: Contra

Pela concessão de liminar proibindo prisão de Lula até julgamento do habeas corpus, no dia 4 de abril: 
Edson Fachin: Contra
Rosa Weber: A favor
Alexandre de Melo: Contra
Luis Roberto Barroso: Contra
Luiz Fux: Contra
Marco Aurélio: A favor
Ricardo Lewandowski: A favor
Dias Toffoli: A favor
Gilmar Mendes: A favor
Celso de Mello: A favor
Cármen Lúcia: Contra

Nenhum comentário:

Postar um comentário