domingo, 25 de março de 2018

Noite de terror na capital cearense com ataques à Secretaria de Justiça, Batalhão de Polícia e torres de telefonia

Secretaria também foi alvo dos ataques (Foto:Daniel Duarte)
A 2ª Cia do 8º Batalhão da Polícia Militar, no Meireles, também foi atacada. O POVO Online apurou que, assim como na Etufor, houve rajada de tiros no local, mas não atingiu paredes ou janelas. 

Duas torres de telefonia, no bairro Jardim Iracema e outro na av. Maestro Lisboa, também foram incendiadas. Houve ainda duas manifestações com queima de pneus nas avenidas Cel Carvalho e Mozart Lucena, nos bairros Vila Velha e Quintino Cunha, respectivamente. 

Outros atentados foram registrados nos últimos dois dias. Na última quinta-feira, 22, criminosos tentaram invadir um prédio dos Correios, no bairro Antônio Bezerra. Sem sucesso, eles deixaram cartas espalhada pela rua Góis Monteiro em que fazem ameaças terroristas ao Governo do Estado.

Na madrugada deste sábado, a sede da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) do Ceará, no Centro, também foi atacada. Por volta das 1h30min, homens dispararam contra o prédio na Aldeota, trocaram tiros com a Polícia e três morreram. Foram apreendidas com eles armas e uma granada.

O que diz a SSPDS
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) diz que a cúpula da Segurança Pública e representantes da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) se reunem para traçar ações para a segurança dos veículos, trabalhadores e passageiros. 

"Em todas as ocorrências, composições do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará (CBMCE) atuaram para combater os incêndios. A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) ficará responsável pelas investigações", diz a pasta em nota.  Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário