terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Em atitude de desrespeito Michel Temer suspende auxílio aos municípios e prefeitos de todo o país se revoltam

Temer causa revolta nos prefeitos do país
Prefeitos de todo o Brasil ficaram indignados com a atitude o presidente Michel Temer que suspendeu o Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), relativo ao ano de 2017 que era em torno de R$ 2 bilhões no total. 

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Gadyel Gonçalves, os 184 municípios do Ceará deixam de receber R$ 99 milhões. Os prefeitos esperavam o dinheiro para fechar as contas de 2017.

Na avaliação dos prefeitos essa é uma atitude que demonstra total desrespeito e descaso com as administrações municipais de todo país, já que o presidente da República, Michel Temer, havia confirmado no início de dezembro que os recursos seriam depositados.

“O sentimento que fica é o de revolta, pela confirmação de que o auxílio financeiro, tão justo e necessário para os municípios e a população, está condicionado ao apoio político para aprovação da Reforma da Previdência. Os prefeitos e prefeitas do Ceará não aceitarão calados esse ato covarde de desrespeito. E a Aprece será a voz desse grito de revolta que ecoa em cada município do Ceará”, criticou a APRECE. 

A atitude surpreendeu não apenas os prefeitos do Ceará, mas também todos os gestores dos municípios do país.

No dia 13 de dezembro, durante reunião com mais de 300 prefeitos, Temer garantiu que os municípios receberiam o AFM ainda no mês de dezembro. “Eu quero reafirmar aqui que os R$ 2 bilhões aos prefeitos serão depositados até o final de dezembro”, afirmou o presidente durante o evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário