quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Dos 1.350 policiais militares formados no Ceará na semana passada, 1.116 atuarão em Fortaleza

Governador Camilo na solenidade de diplomação
(Foto: Mauri Melo)
A maior parte do efetivo de policiais militares formados na última sexta-feira, 20, passou a atuar em Fortaleza. Do total de 1.350 PMs, serão 1.116 soldados distribuídos nas Áreas Integradas de Segurança (AISs) da Capital. A outra parte do policiamento atuará em Jericoacoara, Caucaia, Maracanaú, Eusébio e Aquiraz. O governador Camilo Santana (PT) deu início aos trabalhos da nova turma na Praça do Ferreira, na manhã de ontem. 

Na Capital, a meta da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) é dobrar o efetivo do Batalhão de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). “As primeiras equipes serão (implantadas) agora no mês de outubro. Vamos implantar, sábado que vem, em Messejana e, ainda nesta semana, na Parangaba e no Vila Velha”, adiantou o governador Camilo Santana.

A escolha dos bairros que recebem o novo efetivo, segundo o titular da SSPDS, André Costa, se deu considerando os altos números de assaltos e homicídios. O Estado, neste ano, já superou em 600 o total de assassinatos registrados em todo o ano passado. Incluindo os dados contabilizados até sexta-feira, 323 pessoas foram mortas no Ceará só em outubro, segundo informações do relatório diário da SSPDS. Do acumulado de janeiro a setembro deste ano, 3.696 casos foram registrados no Estado. São, portanto, pelo menos 4.019 homicídios no ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário